Depoimento dos Pacientes

Veja os relatos reais de pessoas que se submeteram aos procedimentos médicos de nossa clínica.
  • avatar-macho

    Embolizado 20 dias depois do rompimento de um aneurisma...sem saber Naquele sábado de manhã, dia 8 de setembro de 2007 acordei e como faço todos os dias fui tomar uma ducha para despertar. minha esposa havia saído para comprar pão e jornal e retornaria em poucos minutos. Durante o banho me veio aquela dor de cabeça muito forte, de tirar os sentidos e não me lembro como terminei meu banho, quando retomei a consciência estava sentado na sala e ela estava entrando em casa. Comentei o que havia acontecido e ela me deu um analgésico que baixou a dor mas não a cessou. Achei aquilo muito estranho pois nunca tenho dores de cabeça. Pedi a ela que me levasse a um Pronto Socorro, já que mal conseguia abrir os olhos. Alguns exames foram realizados, pressão ( 130 x 80 ), glicose, tudo Ok... diagnóstico: Mal súbito. Novalgina "na veia" e repouso. Voltei para casa muito abatido...

    Leia mais...

    Julio Cezar Soares, Embolização

  • avatar-femea

    Impeliu-me o desejo de deixar registrado um depoimento do que me ocorreu sob os cuidados médicos, diagnósticos e cirúrgicos, do Dr. Eduardo Wajnberg: Em conseqüência de uma severa hemorragia cerebral, advinda de rompimento de um aneurisma cerebral, fui submetida a uma arteriografia. Foi-me indicado o Dr. Eduardo Wajnberg realização do tratamento, a quem confiei plenamente todos os procedimentos médicos necessários para a solução deste AVC. O procedimento cirúrgico foi procedido pela arteriografia, via artéria femural, cujo transcurso foi tranqüilo, sem o mínimo temor, sofrimento físico ou psíquico, mais cômodo do que uma simples extração dentária. Detectada a localização e dimensões do aneurisma, fui submetida a uma microcirurgia de embolização. Nada senti, não houve reações posteriores e em 24 horas retornei para minha casa, às atividades do dia-a-dia....

    Leia mais...

    Teresa Gomes, Embolização

  • avatar-femea

    Em setembro de 2006, ao fazer um exame no oftalmologista para simplesmente trocar a armação dos óculos, enxerguei linhas duplas (só naquele momento, nunca antes e nem nunca mais depois). Foi indicado um exame de campo visual e constou uma alteração. Fui encaminhada ao neurologista, depois ao neurocirurgião, que após exames, decobriu-se o aneurima. Que susto! Quando soube da necessidade de embolizar o aneurisma, não questionei em nenhum momento se o faria ou não, devido ao tamanho. Três meses depois, dezembro de 2006, foi realizado o procedimento, com sucesso e confirmada a existência de um segundo aneurisma, em espelho, localizado simetricamente do outro lado, de tamanho menor. Passado um ano e meio, o que fazer com este? Deixar como está e ficar sempre na expectativa de sentir algo e associar a ele, ou embolizá-lo também?....

    Leia mais...

    Lucia Figueiredo, Embolização

  • avatar-femea

    Esta advogada de 48 anos achou que ia morrer, encarou o seu problema de frente e hoje curte bem a sua vida, de alto astral, e mais saudável do que nunca. Tenho 48 anos, sou Advogada, e há mais ou menos dois anos e meio, descobri que era portadora de um Aneurisma Cerebral, ao fazer alguns exames na tentativa de descobrir a causa de um forte zumbido no ouvido direito, com uma pequena perda auditiva. A ressonância magnética feita em 10/02/2005 trouxe o terrível Laudo “Compatível com Aneurisma de Topo de Artéria Basilar” Obviamente, a reação do médico (otorrinolaringologista) ao verificar o laudo não foi das mais positivas, me aconselhando imediatamente a procurar um neurologista. Não quis acreditar a principio. Eu não sentia dores de cabeça, tinha uma vida muito ativa, trabalhava e me divertia como sempre, como poderia ter um Aneurisma Cerebral?....

    Leia mais...

    Diana Villar, Embolização

  • avatar-femea

    A mineira Susana de Freitas é uma prova dos benefícios da embolização de aneurisma cerebral. Submetida à cirurgia convencional e, anos depois a embolização, ela sentiu na própria pele prós e contras de cada um dos procedimentos. Há muito debate atualmente sobre como a embolização pode acelerar a recuperação e melhorar os resultados no tratamento de aneurismas cerebrais, mas a experiência de Susana diz tudo a respeito disso. Esta residente de Miguel Pereira, foi diagnosticada com dois aneurismas cerebrais potencialmente mortais e sobreviveu sem seqüelas aos dois tipos de tratamento. Em Julho de 2001, ela sofreu uma hemorragia subaracnóidea. “Estava arrumando a casa quando derrepente começou, certamente a pior dor de cabeça da minha vida”. “Fui para a emergência e passei vários dias no Hospital, com muita dor de cabeça, antes que os doutores realizassem....

    Leia mais...

    Susana de Freitas, Embolização

  • avatar-femea

    Aos 62 anos e fumante há mais de 50. Em novembro de 2007, durante uma reunião de família, sentei-me à mesa e senti uma dor muito forte nas costas. Levando a mão ao lado direito da mesma perguntei: Infarto dói nas costas?? Ou seria um crise renal? Levantei da cadeira e sentei-me no sofá para ver se amenizava a dor. Depois disso, só me lembro de ter acordado no elevador já de saída para o hospital. Do momento que sentei no sofá até o momento que acordei no elevador, passaram-se aproximadamente 3 minutos, de acordo com o relato dos meus familiares. Fui levada à emergência do Hospital São Lucas ainda lúcida. Lá contei o ocorrido e a médica de plantão disse-me que era uma crise renal, que não era nada demais e me deu alta, para que procurasse investigar um pouco mais levando em conta outras possíveis causas. Como eu havia acabado de realizar os exames periódicos....

    Leia mais...

    Eva Leal, Embolização

  • avatar-femea

    Em fevereiro de 2005 fui acometida de um mal súbito que me levou ao pronto-socorro. Por esse motivo, fui internada e submetida a uma ressonância magnética. Através desse exame os médicos constataram que eu era portadora de mais de um aneurisma cerebral, sendo um de grandes proporções no lado direito do meu cérebro, que necessitava tratamento urgente. Lembro-me de que o Dr. Flávio Domingues, neurocirurgião que faz parte da equipe do Dr. Jorge Marcondes e que na época era um dos médicos que estavam me assistindo, foi simplesmente maravilhoso comigo, proporcionando-me esclarecimentos, cuidados, carinho e segurança. Ambos foram me ver várias vezes, e disseram que eu era uma pessoa de “muita sorte”, pois haveria oportunidade de salvar-me. No início de março, fui submetida a um procedimento de embolização realizado pelo Dr. Eduardo Wajnberg...

    Leia mais...

    Maria Eduarda, Embolização

  • avatar-femea

    Daqui pra frente, vida normal ! Esta professora teve uma forma rara de aneurisma tratada por embolização -- um falso aneurisma da região do pescoço. Tudo começou há cerca de 2 anos, quando, passando a mão pelo pescoço do lado esquerdo, descobri um “caroço”. Fiz uma ultrassonografia da região cervical e a médica disse não ser nada, apenas uma diferença no tamanho das amígdalas, uma era maior que a outra, daí eu sentir o “tal caroço”. Porém, em uma outra consulta ao Otorrino por causa de uma lesão no nariz, ele ao examinar rotineiramente a minha garganta, disse que eu estava com um abscesso. Perguntou-me se eu sentira dor ou se tivera febre. Respondi-lhe que não, em nenhum momento e relatei o exame da ultrassonografia. Preocupado e cauteloso o Otorrino mandou que eu fizesse uma TC. Uma vez realizado o exame retornei a ele que me orientou a...

    Leia mais...

    Paula Maria, Embolização

  • avatar-femea

    Esta administradora de 62 anos sempre teve dores de cabeça. Mas sentiu que aquela há 5 anos atrás era diferente… Sempre tive muitas dores de cabeça, mas pensava que era o que minha família sempre teve: enxaqueca. A situação foi se agravando até que no dia 12 de junho de 2003, passei muito mal em casa, com a pior dor de cabeça da minha vida. Meu esposo teve que chamar a ambulância, e quando esta chegou, minha dor de cabeça já estava insuportável, também acompanhada de vômitos. O pessoal da ambulância constatou que minha pressão estava altíssima e por isso fui apenas medicada para baixar a pressão. Como o problema persistiu ao longo dos dias, e a dor de cabeça não passava, no dia 16 tive de ser internada no Hospital para a realização de vários exames, sendo o último uma angiografia cerebral completa que evidenciou um aneurisma em artéria cerebral média...

    Leia mais...

    Jullia Robert, Embolização

  • avatar-femea

    Esta bióloga foi submetida a embolização e também a cirurgia tradicional, para tratamento de aneurismas, quando ainda estava entrando na faculdade, aos 19 anos. Desde os 10 anos de idade vinha sendo tratada como epilética devido a crises convulsivas constantes que eram controladas por medicamentos anticonvulsivantes. Após 10 anos sem melhoras, fui submetida a uma ressonância magnética e posteriormente uma angiografia digital, onde foi diagnosticado um aneurisma cerebral. Como não se tratavam de um aneurismas pequenos, o neurocirurgião achou prudente me submeter a uma embolização antes do tratamento cirúrgico. Em momento nenhum me desesperei, apenas queria passar logo por tudo, sem adiar. A primeira etapa foi a embolização, onde foi introduzido um catéter na artéria da virilha e seria levado até o aneurisma, promovendo o bloqueio de...

    Leia mais...

    Patricia Amorim, Embolização