O tratamento para Aneurisma Cerebral

Conheça nossos tratamentos para a solução do Aneurisma Cerebral

Tratamento de Aneurismas não rotos

Tratamento de Aneurismas não rotos

Embora nenhum grande estudo como o ISAT, comparando as duas modalidades técnicas foi conduzido para os aneurismas que nunca romperam (aneurismas incidentais), as análises de estudos retrospectivos encontraram que a embolização se associa com menos risco de maus resultados, estadias de hospital mais curtas e tempos de recuperação mais curtos comparados com a cirurgia convencional. Os estudos mostraram que:

  • As estadias de hospital médias são mais do que duas vezes maiores com a cirurgia do que com o tratamento de embolização
  • Pacientes cirúrgicos informam novos sintomas ou incapacidades depois do tratamento quatro vezes mais do que quando comparando com pacientes embolizados
  • Pode haver uma diferença dramática em tempos de recuperação. Um estudo mostrou que os pacientes tratados cirurgicamente tiveram um tempo de recuperação médio de um ano em comparação com pacientes embolizados que se recuperaram em 27 dias


Comentários: